Falsas lojas virtuais = estelionato


O Comércio Eletrônico está revolucionando a forma como fazemos compras, infelizmente os criminosos também perceberam isso.

O estelionato é um crime interessante, muitas pessoas o consideram de pequeno potencial ofensivo, mas estão enganadas: é um dos crimes mais comuns e destrutivos que existem, especialmente quando realizado através da internet.

Art. 171 – Obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento:

Pena – reclusão, de um a cinco anos, e multa.

(Código Penal)

A pena do estelionato é muito pequena para os danos causados na internet, em virtude da quantidade de vítimas que são atingidas em apenas uma conduta de estelionato. ASecSing têm diversos relatos de consumidores vítimas de uma falsa loja virtual.

Os diversos casos de falsas lojas virtuais primeiramente prejudicam todo o mercado de Comércio Eletrônico, reduzindo a quantidade de pessoas dispostas a “correr o risco” de ser vítima de uma fraude. Esse receio de ser vítima de crimes on-line já gerou uma redução no acesso aos sites de bancos.

O dano é muito maior para as pequenas empresas pois suas marcas são desconhecidas, dificultando a diferenciação de quais empresas são sérias e quais são fraudes. A Pro Teste recomenda que seus associados adquiram produtos somente de empresas que já conhecem.

Saiba+:

  • SecSign – Sites que já apresentaram problemas – link inativo;
  • W News – Desconhecimento do que é considerado ilegal não isenta de punição autor de crimes eletrônicos – link não existe mais.
  • Movimento Internet Segura – Práticas para evitar fraudes na internet.

Eu já sabia :


70 thoughts on “Falsas lojas virtuais = estelionato

  • Anna

    Site de relacionamento falso com o único fim de estelionato. Infelizmente fui vítima, quero denunciar. Já registrei um boletim de ocorrência, mas ainda não sei como reaver meu dinheiro. E não foi barato R$374,13 que esses bandidos me extorquiram.

    • Vitor Post author

      Oi, Anna!

      Imagino como você deve estar se sentindo.

      O primeiro passo é abrir o boletim de ocorrência, como você fez, mas o boletim serve para comunicar o fato para que a polícia investigue, não tem relação direta com a devolução do valor.

      Para receber o valor de volta é necessário utilizar a Justiça, no seu caso, pode ser o Juizado Especial, que não precisa de advogado. O problema é conseguir as informações sobre os responsáveis pelo site.

  • Cesar

    Olá. Fiz a compra de uma jóia no valor de R$ 4.900,00 em uma loja virtual estabelecida já há alguns anos, e onde até já havia comprado antes sem problemas. Ocorre que, passadas algumas semanas, não consigo mais contato com o responsável nem por email nem por telefone. Desconfio que a loja deve ter falido. Como devo proceder? Obrigado.

    • Vitor Post author

      Olá, Cesar!

      Você tem as notas fiscais dos pedidos anteriores? Com elas é possível obter o endereço da empresa e enviar uma carta solicitando a entrega do produto ou a devolução do dinheiro, não esqueça de estabelecer um prazo. Envie com Aviso de Recebimento (AR), ou utilize o serviço de um cartório de notas para enviar a notificação.

      Se a empresa não estiver mal intencionada, você deverá resolver o problema. Caso esse procedimento não surta efeito, será necessário utilizar a Justiça para obter seu dinheiro de volta, para isso é necessário procurar um advogado.

  • aline

    Olá, preciso de uma ajuda! Fui vítima de estelionato virtual, paguei por um produto q nunca chegou. Dei entrada no processo no Juizado Especial mas o réu não compareceu aparentemente pq não recebeu a convocação. Isso me indica que certamente o endereço divulgado na net tb é falso. Sem o endereço, os advogados do Juizado disseram que não posso processá-lo. Como fazer para descobrir o endereço verdadeiro da pessoa, se já tentei todos os meios que um "leigo" pode tentar?? Para denúnciá-lo por estelionato, preciso ir à polícia? Posso ir mesmo tendo se passado quase um ano? Agradeço muito se puder me ajudar! Grata

    • Vitor Post author

      Oi, Aline!

      É possível conseguir o endereço na Justiça, pedindo informações diretamente no provedor que hospeda o site, na Receita Federal, na empresa de telefonia, etc.

      Quanto ao crime de estelionato, você precisa ir à uma delegacia. Você pode ir, mesmo após um ano, visto não saber quem é o autor do crime e o crime não estar prescrito.

  • Luciano

    Olá, acho que fui vitima de estelionato também. Comprei no Mercado Livre um PS3 Slim no valor de R$900,00 e paguei no mesmo dia via depósito no BB. Só que o titular da conta não era a vendedora. Comprei dia 20/08/2010 e até hoje nada. Eu mando um E-mail ela diz : vou mandar hoje… Fica dando desculpas esfarrapadas. A única coisa que tenho é nome da vendedora inteiro e o comprovante do depósito. Como faço para recuperar meu dinheiro?

    • Vitor Post author

      Luciano,

      Abra um boletim de ocorrência na delegacia mais próxima e procure um advogado. O Mercado Livre pode ser solicitado judicialmente a fornecer os dados da vendedora para facilitar a recuperação do valor.

      Algumas pessoas tem processado o próprio Mercado Livre para reaver o valor pago.

  • Daiane

    Olá, tinha um acordo através do Mercado Livre em que eu e uma vendedora fariamos uma troca entre produtos. Eu mandei o meu tudo certinho (inclusive tenho até comprovante de envio dos correios) só que a pessoa não me enviou o produto dela. Tentei vários emails e contato por telefone e nada. Porém eu tenho o endereço da bandida, mas por ser em outro estado não posso ir pessoalmente. O que se pode fazer no meu caso?

    • Vitor Post author

      Daiane,

      O primeiro passo é abrir um boletim de ocorrência na delegacia, entregue aos policiais cópias de toda a conversa de vocês e do comprovante de entrega.

      Consulte um advogado sobre a possibilidade de ingressar na Justiça para reaver a mercadoria.

  • Evandro

    olá, comprei um produto no site [moderado] isso já faz mais de 6 meses e produto não chegou, e além disso não respondem e-mail, nem atende telefone, essa loja virtual é uma verdadeira farsa, tomem cuidado, eu preciso saber qual é a melhor forma de agir…………..

    • Vitor Post author

      Evandro,

      Como não é possível negociar amigavelmente com a loja, você deve:

      1) Se o pagamento foi por cartão de crédito, você pode cancelar o pagamento na sua operadora de cartão;

      2) Comunique o fato à delegacia de polícia mais próxima;

      3) Entre em contato com o Procon;

      3) Procure um advogado.

  • Luciano

    oi. Aluguei um servidor dedicado dessa empresa [moderado] no valor de R$480,00 e eles nunca me liberaram o dedicado. Comprei a mais de 20 dias e eles prometem a liberacao com 24 horas. Ja entrei em contato via ticket de suporte pedindo o valor de volta mas eles nao respondem. o telefone deles tambem nao funciona. Devo registrar a ocorrencia na delegacia certo? mas e depois?

    • Vitor Post author

      Olá, Luciano!

      Registrar na delegacia não resolve o problema, mas ajuda a evitar que ouras pessoas sofram o mesmo que você.

      Para resolver o problema, já que a empresa não responde, o primeiro passo é procurar o Procon.

      Se não conseguir resolver o problema no Procon, será necessário contratar um advogado para processar a empresa.

  • amanda

    olá, comprei um mini netbook da china usado, no Mercado livre no valor de 210,00, paguei atraves de deposito no banco itau, o vededor só me respondeu atraves de e-mail; só para confirmar dos seus dados bancarios; depositei o valor e até agora nada, não recebei o produto, ele não retorna minhos e-mail e o telefone que passou para o mercado livre, não atende. A unica prova que eu tenho é os e-mail, o comprovante que depositei, o numero do celular, e os dados bancarios.Detalhe esse vedendor fez isso com mais três pessoas.

    Devo rigistrar uma ocorrencia na delegacia?

    • Vitor Post author

      Amanda,

      É sempre interessante registrar a ocorrência, para que a polícia se mobilize para investigar e se for o caso, que o vendedor responda criminalmente pelos seus atos.

      Quanto a reaver o dinheiro, procure o Procon ou um advogado.

    • luciano

      amigo , eu semana passada fiz um deposito pra um bandido no site mercado livre de 850 reais de uma compra e estou tomando minhas providencias, mas te falo uma coisa , independente ou não o mercado livre tambem é responsavel, porque o anuncio esta no site deles, um exemplo, vc vai compra um carro este carro esta numa concessionaria e ele é roubado ai voce compra, de quem é a culpa, a culpa alem de ser de quem esta anunciando o veiculo e tambem de quem o coloca no local de venda, no caso a concessionaria e sim minha dica, vai na pequenas causas , entra com processo contra o mercado livre, voce tem que levar todos emails com o suposto vendedor, e se tiver historico de conversa do msn tambem, e a copia do anuncio no site do mercado livre, tambem o telefone, o nick utilizado por ele , e quanto mais prova voce tiver melhor pra voce e o comprovante de deposito tudo copia ok, segundo passo é abrir um processo comum, contra a pessoa que voe depositou, e pedido pela justiça neste processo a quebra e sigilo bancario e do telefone para saber quem é o dono da linha, vai precisar de um advogado ok, ja o do mercado livre não precisa , espero ter ajudado

  • Marta

    Olá,

    Comprei numa loja virtual a [moderado] de eletrônicos e está em vários fóruns que é uma cilada, tentei ligar para a loja, os telefones não atendem. Alguém na net postou que o nome no qual está registrada a empresa é de um cara condenado por furto que passou para regime aberto em 2009, confere com a fatura do cartão. A empresa é de SC e a conta é de Porto Velho RO. Falei com minha operadora de cartão e disseram que só junto à empresa é que posso cancelar a compra. Pedi o cancelamento por email e eles responderam ter enviado o produto, no dia seguinte, deram um codigo de rastreamento do produto entregue a transportadora, mas não dizem qual a transportadora. O que posso fazer se a operadora não aceita cancelar. Se esperar mais 15 ou 20 dias serei prejudicada pagando a fatura do cartão? Tenho como convencer a operadora a cancelar a compra? Eles não dão prazo certo, não dão forma de rastrear o produto, pessoas que moram na rua disseram não conhecer a loja, não atendem os telefones, passam emails incompletos e agora, se for o mesmo, tem nome sujo na praça.

    • Vitor Post author

      Marta,

      É possível cancelar a compra na operadora do cartão. Infelizmente o atendimento da maior parte das operadoras é péssimo e você terá que insistir muito para conseguir.

      Caso você não consiga cancelar via a operadora, procure o Procon.

  • Roberto

    Marta, meu caso com a [moderado] foi pior . Depositei ingenuamente no Banco e já estou com advogado , Policia Federal e enviando os docs escaneados para todas as policias. Penso que com a operadora nada vais conseguir . O Jeito é depois de "querer se matar"se acalmar e registrar queixas contra estes bandidos. Faça BO Contrate um advogado e bola para frente.

  • solene

    estava trabalhando via internet, e no fim do mês ele pediu que enviasse minha documentação para que fosse feito o depósito,eu mandei mais ele não me respondeu mais,agora estou com medo que eu possa ser vitima de estelionatario,o que devo fazer?

    • Vitor Post author

      Solene,

      São dois problemas diferentes.

      1) O pagamento pelo seu serviço;

      2) O eventual uso indevido dos seus documentos.

      1 – Pagamento

      Se ainda não recebeu o valor, você deve procurar um advogado para receber o valor do serviço prestado;

      2 – Documentação

      Se você acha que foi vítima de um golpe, o melhor é registrar o que ocorreu em uma delegacia, para que você preserve seus direitos e eventualmente eles investiguem algum crime que possa ter ocorrido.

  • Alexandre

    Boa tarde.

    Comprei um refrigerador pela [moderado] e tb não recebi. Bom, tenho os seguintes dados:

    – razão social da empresa (ltda)

    – nome dos sócios e CPF

    – endereço

    – telefone fixo

    – CNPJ

    – comprovante de pagamento

    – diversos emails relatando o ocorrido (respondidos)

    Penso em fazer o seguinte:

    1) Registrar um boletim de ocorrência (pode ser aqui em Curitiba/PR, mesmo a "sede" da empresa ser em Bauru/SP?)

    2) Pedir uma indenização por danos morais e materiais

    3) Entrar com uma denúncia de estelionato

    4) Pedir a insolvência da pessoa física

    O que o Sr. me sugere fazer?

    • Vitor Post author

      Olá, Alexandre!

      Seu caminho está correto, apenas a questão do estelionato, quem irá verificar será a Polícia, por isso sempre falo que é necessário comunicar os fatos, para que a Polícia ajude outros consumidores.

      Pode ser a delegacia da sua cidade. Como Curitiba é grande, recomendo que você verifique se a Polícia Civil tem algum setor especializado em crimes eletrônicos ou virtuais. É mais produtivo relatar os fatos aos policiais especializados nesse crime.

      Procure também o Procon de Curitiba, antes do advogado, pois eles também punem quem não respeita o consumidor.

      Por último, pesquise o nome da loja no Google, há pelo menos 2 blogs mantidos pela mesma pessoa que elogia demais essa loja. Recomendo que você informe a Polícia para que eles investiguem essa pessoa.

  • Jack

    Olá,

    Moro em São Paulo e em dezembro, vendi uma câmera fotográfica digital pelo Mercado Livre, recebi um e-mail de confirmação do pagamento e postei, via SEDEX, o produto para o comprador, que localizava-se em Belo Horizonte. Porém, alguns dias depois descobri que o suposto comprador havia falsificou um e-mail de confirmação de pagamento, o e-mail que eu havia recebido, as únicas informações que eu tenho são: o suposto nome destinatário, o endereço em que o produto foi entregue, o e-mail do comprador e um número de telefone incompleto.

    O que devo fazer? Procurar a delegacia de crimes virtuais em São Paulo ou Belo Horizonte? Como poderia encontrar o comprador e reaver meu dinheiro?

    Obrigado.

    • Vitor Post author

      Jack,

      Falamos muito de fraudes contra os consumidores, mas os vendedores também sofrem com fraudes. Quanto a delegacia, pode ir na de São Paulo, mesmo. Recomendo que você abra um pedido de informações nos Correios para que eles informem o nome de quem recebeu o produto, assim você consegue comprovar que a câmera foi efetivamente entregue.

      Quanto a reaver o dinheiro, o melhor é procurar um advogado em Belo Horizonte, para ingressar com uma ação contra o destinatário ou o morador do endereço que recebeu o produto e não efetuou o devido pagamento.

  • Davi

    Olá,

    Moro em Salvador BA e acredito que fui vitima e um estelionato. Fui contatado por uma empresa de RH de recolocação profissional para com relação a uma vaga de emprego em Salvador, porém a entrevista deveria ser feita em SP. Fui até lá. Tudo lindo e maravilhoso, entretanto há um contrato onde vc paga pelo serviço de recolocação. Acabei passando o cartão dia 24/01/11. Pagamento 2000 em 3x. Estou na dúvida e a oportunidade é real ou não. Como posso cancelar este pagamento junto a operadora do cartão?

    • Vitor Post author

      Davi,

      Nesse mercado de recolocação profissional há muitas empresas que não atuam com seriedade. No ano passado, a Vicky Bloch comentou na sua coluna na Band News Fm sobre essas empresas, você pode tentar localizar a coluna no site da Radio: http://bandnewsfm.band.com.br/colunista.asp?ID=90
      Não recomendo pagar antecipadamente por esses serviços. Essas empresas deveriam assumir parte do risco e cobrar somente após a pessoa ter sido recolocada.

      Voltando a sua questão, o que fazer se você acha que foi vítima de um golpe? Tente cancelar na operadora do cartão, mas isso não evita que a empresa cobre os valores ou inscreva seu nome nos mecanismos de proteção de crédito. Se a empresa existe de verdade, a forma mais segura é tentar a devolução amigável do valor ou via Procon / Poder Judiciário.

  • Thais

    Olá!!

    É inacreditável, mas eu (e mais pessoas) fui vítima de estelionato (virtual) por uma "empresa" chamada [moderado]. (!!!!)

    No site [moderado] pedi uma consulta do meu CPF (pq vou pedir financiamento na caixa), paguei R$ 30,00 (por DOC), e não recebi NENHUM retorno.

    Diz, no site, que ele pertence ao [moderado], constando esta denominação no comprovante do DOC.

    Na internet, não há nenhuma informação sobre este "instituto". A única informação que obtive foi da situação cadastral do CNPJ na Receita Federal ("ativo"). Essa associação não está registrada na Junta Comercial do Estado de São Paulo.

    Há reclamações contra o [moderado] na internet que citam o nome de [moderado] como presidente da associação.

    Não sei se faço BO na 4ª. Delegacia de Delitos Cometidos por meios Eletrônicos – DIG/DEIC, ou se faço denúncia ao Ministério Público – PJ área do consumidor, ou se vou ao Procon, ou até mesmo se denuncio na Polícia Federal.

    Qual seria o canal mais efetivo para denúncia? Convém fazer mais de uma denúncia?

    (Que situação!)

    • Vitor Post author

      Olá, Thais!

      O valor baixo da lesão que você sofreu acaba desestimulando as vítimas a procurarem as autoridades para que investiguem a fraude. Muitos estelionatários contam com isso, por isso praticam golpes com baixo valor e que atinge milhares de pessoas.

      Você pode efetuar mais de uma denúncia, especialmente se uma delas foi no Procon, pois o objetivo do Procon é fiscalizar o cumprimento do direito do Consumidor, o que é diferente da apuração de um crime pela polícia.

      É difícil informar qual opção trará mais resultado. Se você deseja reaver o dinheiro, o caminho é Procon e depois a Justiça, caso sua intenção é evitar que outros caiam no mesmo golpe e que os estelionatários sejam punidos na esfera criminal, o caminho é na delegacia.

  • monica

    ola eu gostaria de pedir que a policia federal investigasse um site chamado [moderado] , eu estou achando aquele site meio estranho ,eu acho que há um grupo de americanos ,que venham para o brasil explorar de mulheres ou até mesmo menores ,no norte ,nordeste do país .

    isso é uma desconfiança que eu tenho ,e eu gostaria que os senhores entrasse nesse site para investigar . porque o nordestes existem meninas carentes e eles podem se aproveitar disso ,eu acho que existe uma máfia ,um grupo de americanos , e eu prefiro me manter fora disso, eu apenas entrei nesse site e vi uns perfis meio suspeitos.

  • sonia maria silva de frança

    boa noite, fui vitima da empresa [moderado] que tem sede em SãoLuis no Maranhão fizeram varios desconto em minha CC DESDE DE NOVEMBRO, peço explicação de como reaver o meu dinheiro que esta em torno de 2.000 reais .

    • Vitor Post author

      Olá, Sonia!

      Se estão efetuando descontos diretamente na sua conta bancária, basta ir no banco e cancelar esses descontos. O banco só pode descontar valores da sua conta se você autorizar.

      Se você nunca autorizou o desconto, o banco tem que lhe devolver o dinheiro.

  • Joyr Gregorio

    Ola! o site [moderado] é FALSO!
    Muito bem montado quase cai, porem sai de Londrina/Pr e fui para Sao Paulo para compra e retirar em maos chegando la no edificio disseram que nao existe mais e muitas pessoas vao la reclamar, eu perdi apenas R$200,00 reais e passei 16 hrs de onibus atoa mas poderia ter perdido 2500,00 nao quero que fique por issso mesmo, ja passei a denuncia para 4dp de sao paulo tel 11 2221 7030 mas disseram que a area deles eh mais no sentido de crime organizado me desanimando muito, pra quem denuncio?o que eu faço?podem fazer algo por mim?Obrigado e fico no aguardo

  • Vanessa

    Me ajude!
    Fui vítima de uma falsa loja virtual, esta tinha cnpj e até registro on line! tudo falso!
    Fiz o pagamento de um grande valor a vista mo boleto do banco itau.
    É possivel reaver meu dinheiro?
    A quem devo recorrer além do procon e da policia?
    Devo tentar uma ação contra o itau por abrir uma conta fraudulenta?
    Por favor me ajude ,
    Obrigada!

    • Vitor Post author

      Olá, Vanessa!

      Reaver o dinheiro é a parte mais difícil, pois se você realmente foi vítima de um golpe, será complicado localizar o responsável para obter o dinheiro de volta. Mesmo localizando o golpista, muitas vezes ele não tem bens para pagar o valor devido.

      O Caminho é sempre delegacia de polícia, Procon, Advogado. É possível denunciar na Safernet também.

      Responsabilizar o Itaú será difícil, o que seu advogado pode conseguir é bloquear os valores na conta para você receber o valor que lhe devem.

  • Bruno Eduardo

    Bom fui vitima de um estelionatário por um site falso. Comprei um marcador de airsoft neste site só que antes de efetuar o pagamento por cartão de credito liguei para o suposto estelionatário que me informou que não tinha o produto pronta entrega, e que na sexta feira dia 01/04/2011 o produto chegaria, perguntei a ele onde o mesmo se localizava e o mesmo me informou que se chamava Rogerio e residia em Uberaba-MG, depois de varias perguntas por telefone resolvi fazer a compra então o mesmo me falo que o produto seria enviado nesta sexta feira dia 01/04/2011, porém na sexta feira liguei para o mesmo e o telefone desde então não funciona mais, tentei entrar em contato por e-mail o mesmo também não me respondeu, preocupado entrei no site Mercadolivre onde o mesmo havia divulgado o site falso para obter informações sobre a minha encomenda e descobri um anuncio de outro suposto cliente informando que o site era falso e que se tratava de um golpe, que todas as vezes que o estelionatário era descoberto ele criava um novo site para enganar mais pessoas. Então comecei a investigar o estelionatário e descobri o número de CPF e a Cidade onde o mesmo realmente residia que é Uberlândia MG pelas informações bancarias que ele havia me passado para pagamento por deposito bancário, achei também alguns processos na área civil como ação por despejo, uma notificação de multa. Só não sei o endereço do cidadão. Gostaria de saber se existe alguma forma legal de recuperar meu dinheiro. A Quantia paga para ele é de R$313,60.

    • Vitor Lima Post author

      Olá, Bruno!

      Se as conta bancária e /ou o CPF estiverem corretos, há alguma chance de reaver o dinheiro, para isso será necessário contratar um advogado ou tentar direito no Juizado Especial, pode ser o da sua cidade.

      Não esqueça de abrir um boletim de ocorrência sobre o problema.

  • rogersrobertm

    Acredito que fui vítima de estelionato também no dia 15/04, fiz a compra numa loja virtual [moderado] a qual na 1º semana consegui contato por telefone e e-mail, porém após o feriado não consegui mais nenhum tipo de informação sob re a minha comprar e nem contato com a loja, nesse caso é necessário abrir BO direto na delegâcia, ou pode ser o BO eletrônico? Consigo fazer o estorno do pagamento com o banco? O pagamento foi via boleto.
    Como devo proceder?

    • Vitor Lima Post author

      O BO é só o primeiro passo, pode ser eletrônico, desde que o sistema permita. O da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo ainda não permite fazer BO eletrônico de estelionato, como é o caso dessas compras que não são entregues.

      Você não conseguirá fazer o estorno do boleto no banco. É importante procurar o Procon para tentar resolver seu caso, nesta semana o Procon-SP publicou uma lista de lojas virtuais que não entregam os pedidos que vendem: http://oglobo.globo.com/economia/mat/2011/05/02/p

      Para recuperar o dinheiro, caso não tenha sucesso no Procon, será necessário acionar a empresa judicialmente.

  • ana

    quero saber se o que esta acontecendo comigo tambem é estelionato, comprei pelo site um computador paguei mil reais a loja é bem conhecida [moderado] e eles alegam que eu nao comprei nada tenho todos os documentos que provam acompra e o pagamento via boleto a vista … agora eles querem me devolver odinheiro eu quero o computador já fui ao procon devo ir a uma delegacia …

    • Vitor Lima Post author

      Ana,

      O melhor é aceitar o dinheiro de volta e comprar o produto em outro estabelecimento. Não vale a pena prosseguir brigando, até mesmo por a empresa não estar mais negando a compra.

      Não há como forçar a empresa a fornecer o produto, assim como você, a empresa também tem o direito de desistir da venda, sob determinadas condições.

      Ir até uma delegacia não ajudaria no seu caso. Você pode procurar a Justiça para conseguir uma indenização, caso comprove ter sofrido um prejuízo com o transtorno causado pela loja.

  • edna

    ola
    tambem queria saber no meu caso como posso proceder?
    vendi pra uma pessoa via internet ela me passou os dados do cartao fiz venda enviei via correios tenho nome de quem recebeu,o valor declarado da postagem o cod de rastreio dos correios.recado ela mandou falando tinha recebido tudo.porem depois 2 meses que ja ate havia recebido do cartao fui informado que tal pessoa tinha contestado venda e que seria debitado esse valor da minha conta mesmo a venda sendo verdadeira.o que fazer no meu caso?

    • Vitor Lima Post author

      Edna,

      Dos problemas que o lojista enfrenta no e-commerce, essa devolução do valor, conhecida como chargeback, é o pior deles. As administradoras de cartões de crédito não permitem que os lojistas comprovem a entrega dos produtos, simplesmente cancelam o pagamento.

      Preciso escrever com maior profundidade sobre esse problema, que já abordei superficialmente em um post sobre os mediadores de pagamento, que são uma solução para evitar esse tipo de problema: http://www.vlima.com/blog/administracao/comercio-

      Respondendo à sua questão: estornaram o valor do cartão. O que fazer?
      1) Reclame com a administradora do cartão, eles vão pedir um monte de documentos. Até hoje nunca recebi o valor, mas temos que mostrar nossa insatisfação;
      2) Você pode abrir um Boletim de Ocorrência contra o consumidor, para que a Delegacia investigue os crimes que ele cometeu, que podem ser: apropriação indébita, furto, estelionato, falsidade ideológica, entre outros.
      3) Se você tem certeza que a pessoa que adquiriu os produtos é realmente quem ela diz ser, você pode protestar ela no cartório, via emissão de duplicata e cópia da nota fiscal. Também pode incluir o nome dela no SCPC / SERASA;
      4) Você pode ingressar na Justiça cobrando o consumidor, principalmente se sua loja ficar próxima do local onde ele reside ou você pode contratar um advogado que atue na cidade do cliente. Se sua empresa for pequena, é possível efetuar a cobrança via Juizado Especial.

  • luciano

    A todos com problemas de estelionatario, fazer BO se tiver provas, como e-mails, historico de conversas do msn, link do anuncio finalizado ou pedido de compra da loja, comprovante de deposito, copias de todos e-mails recebidos, e torpedos por telefone do vendedor, tera que abrir um inquerito policial, quanto mais informações voce tiver melhor, para policia, depois disso ir no juizado de pequenas causas e processar a loja que esta o anuncio da venda, porque eles tem culpa, apos isto, tera que contrata um advogado para entrar com outro processo que no caso sera processo comum sobre o individuo que voce depositou a grana, e do dono da linha que foi passado para contato da venda, espero ter ajudado qualquer duvida estou nos emails

  • sandra

    tentei fazer um emprestimo pela internet ele pediu todos os meus documentos pelo email,enviei e depositei 250 reais e nada ele pode usar meu doc? o q fazer????????

  • Alessasndra

    Olá, creio que fui vítima de estalionato, pois entrei em contato com a empresa [moderado] pois precisava de um empréstimo, após conforme solicitado por eles depositar cerca de 550,00 na conta de um suposto tesoureiro, pedi o cancelamento do “empréstimo” pois já estavam enrolando p depositar o valor.
    Só que agora eles estão me enrolando para devolver o valor, me atendem e desligam. Gostaria de saber como proceder, fiz dois depósitos para a mesma pessoa. Ha cerca de um mes o banco não tem mais como extornar, como conseguir esse dinheiro de volta?
    Grata
    Alessandra

    • Vitor Lima Post author

      Alessandra!

      Procure o Procon, você também pode registrar o fato em uma delegacia, você também pode procurar o Juizado Especial Cível ou um advogado para obter o valor de volta.

  • kassia

    fui vitima da empresa [moderado] comprei uma camera digital de 999,00 e ate agora não recebi o produto.pagamento via boleto.o que devo fazer, onde recorrer e obter meu dinheiro de volta?

  • Thaís

    Olá comprei um netbook em um site de uma empresa chamada [moderado] e não recebi, várias pessoas estão reclamando e chegamos a conclusão de que se trata de uma empresa falsa, o net custou 535 e gostaria de saber como proceder para recuperar o dinheiro e se existe essa possibilidade, o pagamento foi feito por meio de pagamento de boleto bancário…

  • Arlete M.do Rosario

    Minha filha passou uma procuraçao para um advogado em Curitiba para venda de uma casa em Campo Largo e nunca conseguiu receber os valores que ele recebido.Hoje ela vive uma situação de total penuria .SALIENTO ainda que ela e deficiente auditiva.O caso eestá denunciado na OAB de Curitiba

  • Daniel

    Comprei um produto num site que apenas recebe anuncio de vendedores. o vendedor é falso e o site não se responsabiliza pois diz que só recebe os anuncios e tabém por que não usei o sistema de pag seguro deles e fiz deposito na conta fornecida pelo vendedor. Só consegui falar com o vendedor por e-mail mais ele parou de responder. tenho os dados das contas fornecidas pelo vendedor, como nome, endereço e telefone. posso denunciar essas pessoas com esses dados?

    • Vitor Lima Post author

      Oi, Daniel!

      Esses dados são suficientes para inciar um processo ou registrar a ocorrência.

      Quanto a responsabilidade do site intermediador da venda, há decisões da Justiça responsabilizando o site e outras o isentando de qualquer responsabilidade.

  • Antonio Patrick Moraes Salles

    Boa tarde Luciano, eu comprei pela internet através de um vendedor que estava vendendo no toda oferta e no permuta livre uma TV 27" lcd e 1 PS3 no valor total de R$ 1500,00, porém não foi enviado e a pessoa fica só dando desculpas, desde de setembro do ano passado 2011. os dados que tenho é rosalina quitéria costa e os dados bancários dessa pessoa. com devo proceder?

  • ivonete soares

    ola gastaria de saber qual atitude posso tomar referente uma empresa de credito de sp que me tomou um dinheiro na proposta de fazer um seguro em troca da assinatura de um contrato como afalista para a liberação de um emprestimo tenho a minuta do contrato,a ficha de cadastro,e o comprovante de deposito na promessa de que em 24 horas apos o deposito o valor solicitado estaria disponivel gostaria de saber quem devo procurar ja que a policia de jaguaruna não tem um setor especializado nestes assuntos

  • Camila

    Boa Noite!
    Acredito que eu tambem tenha sido vitima de estelionato.
    FIz uma encomenda de sandalias melissas para uma pessoa via internet, ela se dizia trabalhar em uma loja de melissas, porem depois de pagarmos ela desapareceu e ao ligar na loja que ela deu os dados nao existe nenhuma funcionaria com o nome que me foi passado.
    Oque tenho dela sao os dados da conta bancaria, existe como reaver o R$ investido?
    Fiz um Boletim de Ocorrencia no dia posterior ao deposito feito em conta corrente.

    Grata!

  • Ivan

    Olá Vitor. Boa noite.
    Fui vítima de um estelionatário que montou um site falso com dados de outra empresa, utilizando-se inclusive de endereço, CNPJ e etc. O mesmo registrou-se em sites como Buscapé e Mercado Livre também, e por este leiloou vários dos mesmos Netbooks que adquiri, fazendo várias outras vítimas. A minha pergunta é a seguinte: Após registrar um boletim de ocorrência, e ingressando com a ação no Juizado Especial de Pequenas Causas da minha cidade, existe a possibilidade de pedir a quebra do sigilo das informações desse indivíduo junto ao Banco que gerou o boleto via Internet, junto ao site do Mercado Livre e ao provedor de hospedagem desse site, que inclusive já saiu do ar?
    Grato pela atenção.

    • Vitor Lima Post author

      Oi, Ivan!

      Existe, sim. A própria polícia pode pedir essas informações durante a investigação da ocorrência, bem como a Justiça pode solicitar.

      O único problema é o Juizado Especial, pois se esse levantamento for complexo, o Juiz pode dizer que não é competente para continuar com o processo.

  • debora almeida

    oi comprei pela internet um tablet no valor $ 179.90 e a loja virtual [moderado] até hoje não me entregou
    comprei dia 05/12/2011 já faz 4 meses gostaria de saber como faço para prossesar a empresa como estelionato , pois minha filha ficou até doente por causa da fraude deles ela está sofrendo até bullyn
    na escola por causa do tablet ela avia dito as amiguinhas que comprou o tablet antes do natal e que iria
    levar na escola e até hoje não chegou e as amigas ficam sombando dela na escola
    quero que se possivel me ajude .
    aguardo.

    • Vitor Lima Post author

      Debora,

      Quem processa por estelionato é o MP, após abertura de inquérito na delegacia ou no próprio Ministério Publico.

      Você pode processar a empresa para conseguir seu dinheiro de volta e uma reparação pelo dano causado à sua filha.

Comments are closed.